fbpx
Fortaleza-CE - Brasília-DF
(85) 30219007 / (61) 3215-5367
dep.heitorfreire@​camara.leg.br

A dificuldade de empreender no Brasil

A dificuldade de empreender no Brasil

Quem já tentou empreender aqui sabe: o Brasil não é para amadores. Burocracia, altos impostos, dificuldade para contratar mão de obra qualificada, processos, papeis, taxas e insegurança jurídica são alguns dos motivos pelos quais abrir um negócio se tornou algo cada vez mais difícil. Hoje o empreendedor precisa enfrentar a chamada “indústria dos cartórios e carimbos” para a conseguir toda a documentação exigida. Um retrocesso se comparado a países como os Estados Unidos. Se os empreendedores não fossem corajosos, como os das startups, por exemplo, o país pereceria diante das dificuldades de abrir (e manter) um negócio em funcionamento.

Na Câmara dos Deputados, a Comissão de Finanças e Tributação também tem trazido discussões sobre a importância do setor terciário no cenário nacional. Afinal de contas, tudo é comércio. Nós dependemos do bom funcionamento das relações comerciais para que o nosso país se sustente. É dele que vem grande parte dos impostos do Estado. Uma das audiências públicas relativas ao projeto de lei complementar n. 5/2021, inclusive, foi proveniente de um requerimento de minha autoria. Entendo que esse projeto não é só importante, mas necessário. É igualar os direitos do setor comercial ao de outros setores que já são desonerados há muito tempo.

Já não bastassem os impactos da pandemia, agora os grandes, médios, pequenos e microempresários estão receosos com uma nova leva de aumentos nas taxas inseridas em seus produtos ou serviços. Sobre isso, o que mais me preocupa são as condições impostas aos microempresários, pois sem um plano governamental que frise no retorno seguro das atividades comerciais, como nosso povo vai conseguir dar a volta por cima?

Sei que o brasileiro é forte, um povo que não aceita as dificuldades impostas pela vida, mas também não podemos deixar com que a vacina seja a nossa única solução para o momento. É papel do poder público incentivar o retorno ao comércio de rua, das feiras livres e de outras formas de comércio que sofreram com as políticas de isolamento social.

É o direito do seu Antônio e da dona Maria conseguir reabrir o seu negócio da mesma forma que antes da pandemia, sem que eles tenham que enfrentar o receio da população em adquirir os seus produtos por conta de uma alta nos preços. Enfim, o Brasil… O país dos heróis do empreendedorismo.

Heitor Freire, deputado federal.

Please follow and like us:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Gostaria de receber nossos informativos?Você vai ficar por dentro de tudo que acontece em nosso mandato!

Se preferir também, entre em nossa lista de transmissão!